Agenda

Programação

31/12 - 21:00 - 21:00 -

agenda completa

Diversidade
Weder Ribeiro

Ídolos

Leonardo, pseudônimo de Emival Eterno Costa (Goianápolis, 25 de julho de 1963) é um cantor brasileiro.

Tornou-se Leonardo em 1981, quando ele e o irmão José Luis Costa, o Leandro, decidiram tentar a carreira artística e formaram a dupla sertaneja Leandro & Leonardo. No dia 23 de junho de 1998, Leandro falece em decorrência de um câncer raro de pulmão e Leonardo parte para a carreira solo.

Leonardo nunca se conformou com a vida dura na roça. Sempre deu um jeito de ganhar mais, trabalhando mais rápido, engraxando sapatos... Mas desde pequeno sonhava com a fama. Já adolescente, tinha ensaiado todo o repertório de Chitãozinho e Xororó e tentava convencer Leandro de ir com ele para a cidade grande, tentar a vida com a música. As dificuldades vividas pela família obrigaram a uma mudança para Goiânia e lá também não foi fácil arrumar emprego. Conseguiram trabalhar na enxada,

A dura experiência fez com que todos decidissem voltar a cidade natal. Leandro dedicava o tempo livre a música, com o incentivo de muitos amigos. Entrou para a banda Os Dominantes, que tocava sucesso de Roberto Carlos e dos Beatles.

Leonardo, por enquanto, só cantava no trabalho. Aos poucos, porém, os dois começaram a ensaiar como dupla. Decidiram então voltar sozinhos a Goiânia.

Ao ouvirem falar de dois gêmeos recém-nascidos que tinham recebido o nome de Leandro e Leonardo, não tiveram dúvida, estava escolhido o nome da dupla. Seu Anselmo, patrão de Leonardo, sempre levava os dois até os bares onde iam cantar.

Foram tentar uma apresentação no programa Beira da Mata, exibido na TV Brasil central, de Vila Nova, um dos mais famosos programas de música regional da época. Impressionado com a apresentação dos dois, Veloso, um dos apresentadores do programa, abriu espaço para Leandro e Leonardo em seu programa. Fora das câmeras, tudo tinha ido bem. Mas na hora H, uma tremedeira geral.

Mais de 600 pessoas no auditório e os dois não conseguiam abrir a boca para cantar. Os apresentadores entenderam a situação e muitas outras vezes Leandro e Leonardo cantaram no Beira da Mata. O primeiro disco, gravado com recusos próprios e a ajuda de amigos, saiu em 1984 e tinha como sucesso a música Hoje Acordei Chorando. O disco era vendido nos bares onde cantavam e assim o dinheiro foi começando a entrar. Leandro, nessa época, já tinha se casado com Célia e tinha seu primeiro filho, Thiago.

Apesar de serem bastante conhecidos no interior de Goiás e em várias cidades do Mato Grosso, demorou até que Leandro e Leonardo, conseguissem gravar o que consideravam seu primeiro disco. O anterior, chamado Leandro e Leonardo, era considerado ruim e a dupla fazia questão de esconde-lo. Os dois viajaram a São Paulo várias vezes, visitaram várias gravadoras e nunca conseguiram um contrato. Leandro nunca desanimava, mesmo quando quase não tinham dinheiro para comer e dormir, na grande metrópole, que parecia assustadora aos dois rapazes de Goiás.

Com a ajuda de um joalheiro de Goiânia, que custeava suas viagens, conseguiram insistir em suas visitas a São Paulo. Começava a fazer sucesso a música Contradições, de Martinha e César Augusto, gravada no disco Leandro e Leonardo Vol.1, de 1986. Mas a consolidação do sucesso aconteceu em 1988, com o hit Entre Tapas e Beijos, gravado em seu terceiro disco. Dali para frente, o sucesso não parou. No quarto volume Leandro e Leonardo, lançado em 1990, outro sucesso: Pense em Mim. O lançamento do disco, incluiu um show no Canecão, casa de espetáculos na Zona Sul do Rio de Janeiro, que pela primeira vez abria suas portas para a dupla.

Mais de 2 mil pessoas receberam Leandro e Leonardo e do lado de fora, uma multidão de fãs se acumulava na porta. Com tanto sucesso, a dupla logo conquistou a telinha. A TV Globo os contratou para apresentar o programa Leandro e Leonardo Especial as terças - feiras. Cada vez mais conhecidos e queridos do público de todo o Brasil, Leandro e Leonardo acumularam sucessos e se tornaram uma das duplas que mais vendeu discos na história da música popular brasileira. Em doze anos de sucesso, já acumulavam 20 milhões de discos vendidos. Em 1995, a dupla se uniu a Chitãozinho e Xororó e a Zezé di Camargo e Luciano para apresentar um dos programas de maior sucesso da Rede Globo, o AMIGOS.

A reunião das principais duplas sertanejas brasileiras começou em um especial de Natal e depois se tornou um programa semanal, apresentado aos domingos na maior rede de televisão do país. A partir desses encontros, foram produzidos os CDs Amigos, que venderam milhões de cópias em todo o Brasil. No auge do sucesso e perto de lançar seu disco Um Sonhador, em junho de 1998, Leandro começou a sentir-se mal. Em apenas dois meses, um tumor maligno raro, na região do tórax, levou Leandro. Vários tratamentos, inclusive nos Estados Unidos, foram tentados, mas no dia 23 de junho Leandro não resistiu á doença e faleceu. Depois de ter recebido a homenagem de milhares de fãs em São Paulo, ele foi enterrado em Goiânia, onde também recebeu o carinho de amigos, parentes e uma legião de pessoas que jamais esquecerá de seu ídolo.

Rádio Vida FM / Jussara - GO - Todos os Direitos Reservados

www.radioclubevida.com.br